Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“Orçamento é uma imperdoável oportunidade perdida”
António Leitão Amaro acusa a esquerda de colocar os portugueses a pagar a maior carga fiscal de sempre.
António Leitão Amaro confrontou o Ministro das Finanças e a sua “cantiga de sucesso e autocontentamento” com a realidade. No debate na generalidade do Orçamento do Estado para 2019, o Vice-Presidente da bancada do PSD vincou que com este Orçamento estamos perante “uma imperdoável oportunidade perdida, um desperdício imperdoável”.
Dirigindo-se ao governante, o social-democrata questionou como pode o Ministro das Finanças clamar por sucesso quando 20 países da Europa crescem mais que nós. “Quando em 2017 temos o segundo pior défice da Europa, a terceira maior dívida de Europa, quando a produtividade cai desde 2015, quando a consolidação orçamental que fazem é menos de um terço da legislatura anterior, quando até os juros da dívida a 10 anos hoje são mais altos que em março de 2015? Como é sucesso quando o rendimento disponível das famílias nunca nesta legislatura cresceu tanto como em 2015? Como é que clama sucesso com a carga fiscal no máximo de sempre e o investimento público no mínimo de sempre? Explique-me lá como é que isto é um sucesso?”
Sublinhando que com o apoio da esquerda o governo colocou os portugueses a pagar a maior carga fiscal de sempre e ao mesmo tempo fazem os maiores cortes e cativações no investimento público, Leitão Amaro frisou que “esta é uma marca histórica socialista”.
Depois de recordar que, tal como no passado, agora voltam a aumentar 11 impostos, o Vice da “bancada laranja” afirmou que “mais chocante do que a opção de pôr os portugueses a pagar mais impostos do que sempre, é cobrar mais impostos para lhes entregar piores serviços. São as lamentáveis notícias de atrasos, supressões, adiamentos de serviços públicos. Das consultas às cirurgias, dos comboios às aulas, das fronteiras à defesa das pessoas, dos meios aéreos aos equipamentos e materiais que não foram renovados. Não são apenas as demissões e as greves que atingem recordes, é o corte no investimento público e as cativações”.

29-10-2018 Partilhar Recomendar
31-10-2018
Sara Madruga da Costa: Orçamento do Estado é péssimo para a Madeira
    A deputada considera que o documento foi feito para enganar os portugueses.
30-10-2018
“Ano eleitoral e governo socialista equivale ao vale tudo”
    Fernando Negrão declarou que o governo apresentou um “Orçamento fake, um Orçamento falso, um embuste, um logro, ou em bom português: uma aldrabice”.
30-10-2018
Cultura: média de um Ministro por ano é “a evidência do fracasso da política cultural do governo”
    José Carlos Barros referiu que a “inação” é a marca da governação das esquerdas.
30-10-2018
“O PS não perdoa os madeirenses por terem dado 49 vitórias eleitorais ao PSD e nenhuma ao PS”
    Paulo Neves assegurou que o cerco que António Costa está a fazer à Madeira o vai levar a uma nova derrota.
30-10-2018
“Ministro do Planeamento e das Infraestruturas está refém das cativações das Finanças”
    Luís Leite Ramos apelidou Pedro Marques de “Ministro dos cativos”.
30-10-2018
Emídio Guerreiro alerta que nos próximos meses vamos assistir a membros do governo a anunciar obras e mais obras
    O deputado falou na “escola socrática” e ironizou: “se cada um levasse uma pá e um balde de cimento já muitas dessas obras estariam feitas”.
30-10-2018
Teresa Leal Coelho acusa os partidos da esquerda de passarem “cheque em branco” ao governo
    É desta forma que a deputada vê a posição dos deputados que apoiam um orçamento que cativa 590 milhões de euros sem dizer onde.
30-10-2018
Ricardo Baptista Leite: “a Saúde não é prioridade para este governo”
    O deputado alertou que são os doentes que pagam a conta da má governação socialista.
30-10-2018
“O investimento a realizar em 2019 será muito inferior ao orçamentado”
    Virgílio Macedo revela que o Orçamento já prevê 590 milhões de euros em cativações.
30-10-2018
Combustíveis: Ministro das Finanças fez uma “monstruosa encenação”
    Cristóvão Norte desmontou o monumental embuste do governo.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas