Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
“É necessário criar soluções e reconhecer o papel social inestimável dos cuidadores informais”
Helga Correia expressou o profundo reconhecimento que o PSD tem pelos cuidadores informais.
O Parlamento apreciou, esta sexta-feira, uma Petição, da iniciativa do Grupo de Cuidadores Informais de Doentes de Alzheimer e outras Demências Similares, que visa a criação do Estatuto do Cuidador Informal da pessoa com doença de Alzheimer e outras demências ou patologias neurodegenerativas e a criação do Dia nacional do Cuidador. Em nome do PSD, Helga Correia começou por saudar os milhares de peticionários, que no exercício da sua cidadania, trouxeram novamente à discussão “a criação do estatuto do cuidador informal”.
De seguida, a parlamentar referiu que é consensual a preocupação em torno do tema hoje em debate. “Com o aumento da longevidade, surgem novos desafios e problemáticas, nomeadamente as demências, acompanhadas de debilidades físicas, que nos colocam dependentes dos cuidados de outra pessoa, e às quais o Estado tem de ser capaz de dar uma resposta. Os cuidadores informais não são profissionais, são voluntários, que de forma disponível, benévola, silenciosa e solidária, se entregam ao cuidado da outra pessoa. E para elas um profundo reconhecimento, da minha parte e do Grupo Parlamentar do PSD”.
Sublinhando que cumpre ao Estado reconhecer o papel essencial desenvolvido por estas pessoas, a social-democrata recordou que em 2016 o PSD apresentou propostas legislativas “muito concretas e objetivas de apoio aos cuidadores informais e à aprovação do seu estatuto. E deixo alguns exemplos: as deduções fiscais em sede de IRS; disponibilidade de informação e formação; a promoção da articulação entre as redes de cuidados primários e continuados, garantindo também o apoio ou internamento temporário de pessoas dependentes para descanso do cuidador; a promoção do teletrabalho”.
Admitindo que o ato de cuidar é um ato desgastante para o cuidador, Helga Correia referiu que não podemos esquecer os direitos das pessoas cuidadas e da sua autonomia enquanto pessoa. “É necessário criar soluções e reconhecer o papel social inestimável dos cuidadores informais, e nesse sentido estamos disponíveis e continuaremos a trabalhar na construção de soluções legislativas efetivas. O Grupo Parlamentar do PSD entende que esta é uma matéria de grande importância e enorme sensibilidade”.
A terminar, a deputada enfatizou que as pessoas estão acima de todo e qualquer interesse político, ou qualquer calendário partidário. “Para nós PSD, importa construir uma legislação capaz de abarcar todos estes desafios e dar as respostas corretas. É o que entendemos fazer e vamos continuar a fazer. Podem contar connosco para fazer parte de uma solução”, garantiu a parlamentar.

16-03-2018 Partilhar Recomendar
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas