Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata
Facebook Twitter YouTube Sapo Vídeos Flickr instagram
Home Agenda Actualidade Deputados Direcção Galeria Contactos RSS
Plenário/Audiências/Comunicação Social/Comissões
Notícias/Plenário/Comissões
Por nome/Por comissão/Por círculo
Presidente/Direcção
Vídeos/Fotografias
 
Governo deu borla fiscal às grandes empresas e aumentou os combustíveis para as famílias
Emídio Guerreiro frisou que também no sector da energia este governo social-comunista está a penalizar os portugueses.
No encerramento do debate sobre energia, Emídio Guerreiro acusou a maioria “social-comunista” que apoia o governo de tentar rescrever a história. Frisando que estes partidos esqueceram propositadamente os erros cometidos no passado e os esforços feitos entre 2011 e 2015 para corrigir esses erros, o deputado recordou que durante o governo liderado por Passos Coelho assistimos a um corte nas rendas do sector da energia. “Destacava também a aposta nas energias renováveis, sem custos para os contribuintes, a generalização dos combustíveis low-cost, o alargamento da tarifa social de eletricidade e a aprovação do compromisso para o Crescimento Verde”.
Lamentando que para a esquerda nada disto interesse, o social-democrata prosseguiu a sua intervenção referindo que a atual maioria, que prometeu ser unida e credível, também na política energética não o tem sido. “As contradições entre as posições políticas dos diferentes partidos que apoiam o governo são notórias, as iniciativas legislativas diversas e as respetivas votações assim o comprovam. O recente desentendimento, no que se refere à prospeção e exploração de petróleo, é apenas mais um exemplo de que algo não vai bem na maioria social-comunista”.
A consequência, adianta o deputado, “é uma borla fiscal de centenas de milhões de euros às grandes empresas e um aumento dos combustíveis para as famílias empresas. Uma história vergonhosa de um imposto adicional sobre os combustíveis, que seria revisto trimestralmente, e que afinal veio para ficar e a todos penalizar”. Tendo em conta este cenário, Emídio Guerreiro frisou que é também devido a estes “tristes episódios” que o PSD olha para o futuro com preocupação.
A terminar, o parlamentar afirmou que o país, os cidadãos e as empresas não podem esperar mais. “É este o desafio que deixamos: façam. Deixem-se de conversa e governem. Afinal onde está a maioria estável, credível e duradoura”, questionou.

31-03-2017 Partilhar Recomendar
11-05-2018
Comissão de inquérito às rendas na energia: PSD será ativo e consequente
    Paulo Rios de Oliveira expôs a posição do PSD e referiu que “a presença nos governos socialistas de Sócrates está a passar de Currículo Político a Cadastro Político.”
04-05-2018
Legislação nacional garante a total segurança de pessoas e bens sob as linhas de alta e muito alta tensão
    António Topa indica que as leis nacionais respeitam a legislação europeia e as recomendações da Organização Mundial de Saúde.
02-05-2018
Rendas energéticas: Emídio Guerreiro manifestou a disponibilidade do PSD para avaliar tudo
    O deputado afirmou esperar que a comissão de inquérito anunciada pelo BE não sirva para “ajudar a confundir e disfarçar”.
26-01-2018
António Topa alerta para riscos em torno das instalações elétricas e de gases combustíveis em edifícios
    Segundo o deputado, com a alteração à Lei deixou de ser necessário uma aprovação por parte de entidades certificadas independentes.
15-12-2017
PSD apoia iniciativa que visa a definição de regras de proteção contra a exposição aos campos eletromagnéticos derivados de linhas de muito alta tensão
    A posição dos sociais-democratas foi expressa pelo deputado António Topa.
20-09-2017
PSD defende um aumento da fiscalização da ERSE aos preços do Gás
    António Proa acusou o Secretário de Estado da Energia de inação.
18-09-2017
Energia: rendas excessivas foram criadas por governos socialistas
    Segundo Luís Leite Ramos, o governo liderado por Passos Coelho foi o único que cortou essas rendas.
12-06-2017
António Topa lembra que as atividades da REN são sujeitas a uma forte supervisão
    O deputado questionou aos comunistas e bloquistas se têm noção das consequências da tomada de controlo público da atividade de gestão técnica do sistema elétrico nacional.
31-03-2017
“Este governo vai ter como marca ter concretizado o maior saque fiscal da história”
    Segundo António Costa Silva esse saque aos portugueses resulta do enorme aumento do imposto sobre os produtos petrolíferos.
31-03-2017
António Topa defende a inventariação do cumprimento das concessões de energia em baixa tensão
    O deputado refere que assim vai ser possível perceber se os valores dos projetos de investimento são coerentes com os valores de mercado e se todos os investimentos aprovados foram efetivamente concretizados.
Seguinte Último
Galeria Vídeos
Galeria Fotos
Intranet GPPSD
Dossiers Temáticos
Canal Parlamento
Agenda
Newsletter
Submeta a sua Notícia
Links
Partido Social Democrata
Instituto Francisco Sá Carneiro
Grupo Europeu PSD
Juventude Social Democrata
Trabalhadores Social Democratas